zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Saúde - 24/03/2015 - 06h26

Técnicas de fertilização assistida proporcionam “Dia das Mães” mais feliz para centenas de mulheres




Por Assessoria / Redação Pantanal News

Entre 10% e 15% dos casais que tentam engravidar durante um ano não são bem-sucedidos. Com a proximidade do Dia das Mães, muitas mulheres se entristecem com a quantidade de ações de marketing enaltecendo a gestação e normalmente se questionam quando chegará sua hora. A boa notícia é que nunca antes se teve tantas razões para ser otimista. Na opinião de Assumpto Iaconelli Junior, especialista em Medicina Reprodutiva e diretor do Fertility Medical Group, recentes avanços têm garantido mais esperança às mulheres que antes não tinham nenhuma. 

Novos testes têm maximizado a “janela de implantação” – período em que a gravidez poderá ou não acontecer. No estágio inicial, o embrião está coberto com a proteína L-selectina. Já a parede do útero, logo após a ovulação, tem muitas moléculas de açúcar. Quando essas substâncias entram em contato, contribuem para prender o embrião ao endométrio. Pode-se dizer que esse é um primeiro estágio da gravidez. Entretanto, às vezes há falhas no embrião e outras vezes no endométrio – o que impede a formação do feto. Esses testes têm, então, contribuído para que todos os componentes envolvidos na janela de implantação estejam alinhados, incluindo determinar exatamente esse período. 

“Cerca de seis dias depois que o óvulo é fecundado pelo espermatozoide, o embrião vai da trompa ovariana para o útero, em busca da fixação no endométrio. A janela de implantação ocorre nesse período, embora seja difícil determinar ao certo quando ela vai se abrir e por quanto tempo permanecerá aberta. De todo modo, é uma corrida contra o tempo. Daí a importância em ter o máximo de informações disponíveis e conhecer as condições oferecidas pelo endométrio”, diz Iaconelli. 

Com o novo teste, é realizada uma biópsia do endométrio para avaliar a atividade do gene e saber ao certo quais as chances de sucesso ou não. “Às vezes, a janela de implantação ocorre antes do esperado ou pouco depois, comprometendo a transferência do embrião dentro do protocolo-padrão. Através de estudos, comprovou-se que esse tipo de análise elevaria as chances de sucesso da implantação nesses casos”, avalia o especialista – chamando atenção para o fato de que as alterações no endométrio estão entre as principais causas de insucesso nos tratamentos de fertilização assistida. 

Em anos recentes, a biópsia que avalia a receptividade endometrial vem esclarecendo alguns resultados negativos e melhorando as chances de gravidez. Com esse teste é possível diagnosticar se o endométrio é receptivo ou não, analisando as características de um grupo de genes responsáveis por essa função. A biópsia endometrial deve ser realizada na fase receptiva do ciclo menstrual, no sétimo dia após o pico do hormônio LH, ou cinco dias após o uso da progesterona, em um ciclo estimulado. “Quando os resultados se mostram alterados, é possível programar medidas para superar o problema e alcançar sucesso na implantação do embrião”, diz o médico. 

Iaconelli afirma que esse é apenas um dos avanços da Medicina Reprodutiva, destacando também outras técnicas relacionadas ao congelamento de óvulos, fertilização in vitro e até mesmo o transplante de útero. No caso de pacientes que tiveram câncer ainda jovens, o dano à função reprodutiva é muito bem documentado, podendo ser transitório ou permanente. Recentemente, diversas estratégias de preservação da fertilidade desses pacientes foram desenvolvidas. 

“A proteção do tecido germinativo através de hormônios pode ser uma alternativa para a preservação da fertilidade, por ser um tratamento simples e relativamente seguro.  É ideal para pacientes jovens ou quando não há tempo para o estímulo ovariano antes do tratamento do câncer. Mas o método mais seguro para evitar a infertilidade como efeito colateral nesses casos é a criopreservação de gametas ou embriões – antes da terapia gonadotóxica. Trata-se de um procedimento viável para pacientes em idade reprodutiva, sexualmente maduros. Já a criopreservação de embriões só é indicada no caso de pacientes do sexo feminino e que tenham uma amostra de sêmen disponível proveniente do parceiro ou de um doador”, explica o diretor do Fertility Medical Group. 

Fonte: Dr. Assumpto Iaconelli Junior, médico ginecologista, especialista em Medicina Reprodutiva, diretor do Fertility Medical Group e do Instituto Sapientiae (www.fertility.com.br / www.sapientiae.org.br)

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/10/2017 - 09h09
Cinco coisas que tornam você um ímã de mosquitos
09/10/2017 - 10h23
Mato Grosso do Sul recebe nove profissionais brasileiros do Mais Médicos
02/10/2017 - 16h24
Caminhada em Campo Grande chama a atenção para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer
19/09/2017 - 15h13
Setembro Amarelo: no mês de prevenção ao suicídio, Hospital Regional apresenta dados para alertar população
24/08/2017 - 15h35
STF decide, por maioria, proibir a comercialização do amianto
 
Últimas notícias do site
18/10/2017 - 16h10
Local de prova do Enem será divulgado na sexta a partir das 10h, diz Inep
18/10/2017 - 16h10
Central 0800 permite solicitação de serviços referentes à iluminação pública
18/10/2017 - 16h05
Corumbá: Estudantes devem fazer rematrícula para vaga na Rede Municipal de Ensino
18/10/2017 - 15h40
Casa pega fogo em Marília e bombeiros salvam casal de cães e oito filhotes
18/10/2017 - 10h57
PMA prende foragido da justiça durante fiscalização
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.