zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 11/03/2015 - 06h15

Mortandade de peixes provocada por crise hídrica preocupa biólogos




Por Assessoria / Redação Pantanal News

 A crise no abastecimento de água em São Paulo é um problema anunciado há muito tempo. No entanto, de um ano para cá, quando os primeiros sinais começaram a surgir (especialmente a alarmante queda do nível de água dos principais reservatórios, como o Cantareira) é que o problema passou a chamar mais a atenção. Porém, durante esse período, enquanto especialistas em saneamento e autoridades discutem a necessidade de haver rodízio no abastecimento e eventuais meios de punir e coibir o desperdício de água por parte da população, antes de se chegar a total escassez, outro sério problema vem se repetindo por várias cidades do país e pouco, ou quase nada, tem sido feito para resolvê-lo: a mortandade de peixes provocada pela seca ou contaminação de lagoas, rios, açudes ou mananciais.

Um dos lugares atingidos pela falta de chuva, a Lagoa Maravilha, em Serrana, na região de Ribeirão Preto, secou no mês de setembro e milhares de peixes morreram sobre a terra. Entre tantos outros casos, também no interior do Estado paulista, a estiagem fez com que o índice de poluição do Rio Piracicaba aumentasse em até cinco vezes acima do aceitável e quase uma tonelada de peixes morreu, no final do ano passado. “Embora o nível dos principais reservatórios tenha se elevado no mês de fevereiro e até se mantido estável nos últimos dias, o cenário ainda é muito ruim e preocupante. A crise deve se agravar com a falta de chuvas e com isso a queda progressiva dos níveis de água dos principais reservatórios pode provocar um desastre ambiental sem precedentes”, alerta Luiz Eloy Pereira, presidente do Conselho Regional de Biologia de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (CRBio-01).

O biólogo explica que a principal causa da mortandade dos peixes nos rios que estão secando é a consequente falta de oxigênio na água. “Quando o volume diminui, a capacidade de diluição dos poluentes na água dos rios e reservatórios cai drasticamente, fazendo com que a concentração de oxigênio dissolvido na água também diminua. Quando a quantidade de oxigênio dissolvida na água chega a 2mg/l é já extremamente preocupante. Em alguns casos recentes, verificou-se que essa quantidade chegou a apenas 0,3 mg/l”, conta o presidente do CRBio-01. “O aumento do volume pluviométrico está entre uma das soluções esperadas para ajudar a diminuir este problema. Mas, se para combater o desperdício de água tem se pensado tanto em outras soluções a se tomar, é necessário que também se criem medidas urgentes e verdadeiramente eficazes de combate à poluição e à preservação das nossas reservas hídricas”, conclui Pereira.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
16/11/2017 - 13h00
PMA, entidades, prefeituras e comunidade realizam limpeza do rio Amambai
13/11/2017 - 11h23
PMA autua fazendeiro por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
10/11/2017 - 15h20
PMA recolhe filhote de cervo-do-pantanal em fazenda
08/11/2017 - 12h42
Fruta típica do Cerrado, guavira agora é símbolo de Mato Grosso do Sul
07/11/2017 - 16h36
PMA e Bombeiros resgatam arara presa em linha de pipa
 
Últimas notícias do site
22/11/2017 - 06h13
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
21/11/2017 - 06h32
Dia amanhece com céu aberto, mas previsão alerta para chuva forte em MS
21/11/2017 - 05h50
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
20/11/2017 - 15h50
Conab divulga preços de frutas e hortaliças no mês de outubro nos Ceasas
20/11/2017 - 12h50
Laudo descarta que macaco achado morto na Capital teve febre amarela
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.