zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Trânsito - 20/12/2014 - 07h00

PRF dá dicas de segurança a quem vai pegar estrada no fim do ano




Marcos Ermínio

A ação ocorrerá em todas as rodovias até o dia 31 de janeiro de 2015
Por Daniel Machado do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 A PRF (Polícia Rodoviária Federal) anunciou uma série de conselhos e sugestões para quem pretende pegar a estrada neste final de ano. As dicas fazem parte da Operação Rodovida 2014, que pretende reduzir as mortes no trânsito durante o período de maior movimentação nas rodovias e estradas brasileiras. A intensificação na fiscalização ocorrerá em todas as rodovias e se estenderá até o dia 31 de janeiro de 2015, quando será feita uma pausa para a retomada no carnaval.

No Mato Grosso do Sul, já é possível conferir informações sobre as condições de trânsito em tempo real, através do microblog twitter PRF191MS.

O motorista deve procurar se informar sobre as distâncias que vai percorrer, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Importante a verificação da documentação pessoal e do veículo, para evitar problemas com a fiscalização. É recomendável olhar a previsão do tempo e evitar os períodos de chuva.

É obrigatório acender as luzes do veículo sob chuva. Caso a chuva seja muito forte e dificulte a visibilidade, é recomendável que o condutor pare em um posto policial, posto de combustível ou em local em que ele fique distante da pista de rolamento, até que a chuva fique mais fraca. Não parar o veículo no acostamento, exceto em emergências ou pane mecânica.

Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador checados. Verificar também o estado dos pneumáticos, inclusive estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo.

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas, pelo menos, a cada três horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da "hipnose rodoviária", na qual se mantém com os olhos abertos, mas sem percepção da realidade à volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;
Período noturno – Evitar circular à noite. Além da redução da visibilidade, é o período do dia em que muitos delinquentes se aproveitam para a prática de crimes. Ademais, em caso de pane ou emergência, as opções de socorro, médico ou mecânico, são sempre mais lentas;

Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (InMet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o tempo no endereço www.inmet.gov.br;

Atenção dobrada – Observar a sinalização que indica os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. As placas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos que enfrentam obras viárias, é fundamental que o motorista reduza a velocidade e obedeça a sinalização local.

Ônibus - A PRF sugere que o passageiro embarque somente em terminais rodoviários homologados, evitando incentivar o transporte clandestino, que não oferece segurança nem garantias em caso de acidentes;

Outra dica é exigir das empresas de transporte interestadual que todos os passageiros embarcados estejam devidamente identificados, como estabelece a legislação. Da mesma maneira, todas as bagagens devem estar etiquetadas e vinculadas aos respectivos passageiros. Quem utiliza o transporte coletivo também pode exigir cinto de segurança em todos os assentos nos ônibus interestaduais.

Não ostentar, nos pontos de partida, joias e outros objetos que possam despertar a cobiça de assaltantes, como celulares, computadores portáteis e reprodutores de mp3, câmeras digitais, entre outros;

Os assaltos, quase sempre, são praticados no interior dos ônibus e de forma rápida. Portanto, objetos de valor, como aparelhos de som e imagem, câmeras, computadores, devem seguir nos bagageiros;

Os criminosos, em geral, utilizam -se três formas de ação:

Embarcam nas rodoviárias, onde conseguem analisar os passageiros e seus objetos de valor, e depois rendem o motorista do ônibus em trechos previamente determinados;

Embarcam clandestinamente fora dos pontos regulares de parada. Para isso, se aproveitam da negligência de alguns motoristas de ônibus, que utilizam esta prática como forma de ganhar dinheiro extra (neste caso, o passageiro deve denunciar o condutor à empresa);

Abordam os ônibus em trânsito, colocando obstáculos na pista, como troncos, ou usam veículos, quase sempre roubados, para atingir o ônibus em movimento. Excepcionalmente, os marginais também podem se valer da má conservação de alguns trechos das estradas para agir.

Restrições – A proibição acontece nas rodovias de pista simples, sempre nos horários de maior movimento. Como objetivo de proporcionar mais segurança para quem vai viajar no feriado, a Polícia Rodoviária Federal vai restringir o trânsito de veículos com excesso de largura, comprimento ou altura. Com a medida, nos horários de maior movimento (veja na tabela abaixo), a ausência desses veículos de grande porte vai melhorar a trafegabilidade e diminuir os riscos de acidentes graves envolvendo carros de passeio.

O motorista flagrado desrespeitando a restrição será enquadrado no artigo 187 do Código de Trânsito Brasileiro: “Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação estabelecida pela autoridade competente”, com multa de R$ 85,14, quatro pontos na carteira, mais a retenção até o término do período de proibição. Nos dias e horários na tabela abaixo, independente de portar autorização especial para trânsito (AET) ou não, está proibido o trânsito de veículos com medidas acima de: 18,60m de comprimento, 2,60m de largura e 4,40m de altura.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
06/11/2017 - 16h03
PRF flagra 1.900 motoristas em alta velocidade durante o feriadão de Finados
31/10/2017 - 16h18
PRF focará em acidentes graves durante Operação Finados em MS
16/10/2017 - 07h52
Sete morrem em rodovias estaduais de MS durante o feriadão, diz PMR
12/07/2017 - 15h16
Número de mortos nas rodovias de MS cai 12% em relação a 2016
29/05/2017 - 06h17
Capotamento fere casal na BR 262
 
Últimas notícias do site
17/11/2017 - 16h03
Viralizou: cachorrinho 'penetra' na balada é a imagem mais fofa que você vai ver hoje
17/11/2017 - 10h18
Fim de semana tem sertanejo, funk, comédia e teatro
17/11/2017 - 07h53
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
17/11/2017 - 07h44
Proprietários rurais são autuados por manterem carvoarias ilegais
17/11/2017 - 06h14
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.