zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 17/11/2014 - 06h27

Falta mão de obra para o comércio de Campo Grande

Comerciantes que insistem em pagar o piso salarial de pouco mais de R$ 800,00 como “teto” não conseguem profissionais




Por Assessoria / Redação Pantanal News

O comércio de Campo Grande, que já vinha sofrendo dificuldade para conseguir mão de obra para suprir suas necessidades, está enfrentando uma situação muito pior nessa reta final do ano de aumento das vendas e de consequente necessidade de contratação de trabalhadores temporários. A informação é de Idelmar da Mota Lima, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande – SEC/CG, que atribui aos baixos salários oferecidos pelo comércio, essa recusa dos trabalhadores.

 

“Os empresários precisam se conscientizar de que os valores que estabelecemos na Convenção Coletiva de Trabalho são pisos salariais, ou seja, o mínimo que o empregado deve ganhar. Eles (empresários) estabelecem esses valores como se fossem grandes atrativos e não são. Se não pagarem melhor terão sempre dificuldade para suprir seus quadros de funcionários”, explica o sindicalista.

 

O setor de supermercados, segundo Idelmar, é o que mais enfrenta dificuldade para conseguir mão de obra. “As pessoas querem qualidade de vida e melhores condições de trabalho nas empresas. Esse negócio de trabalhar sábados, domingos e feriados sem uma boa remuneração não funciona mais. Os tempos são outros”, afirma Idelmar lembrando que a economia no Brasil alavancou, elevando a classe trabalhadora para outros patamares da classe salarial.

 

“Como um supermercado ou uma loja espera atrair e segurar funcionário para trabalhar 8 horas/dia, inclusive aos domingos e feriados, pagando um piso de pouco mais de R$ 800,00. Se não pagarem bem, um piso e meio, dois ou mais, não terão como encontrar pessoal capacitado para o trabalho”, afirma o sindicalista.

 

15 de NOVEMBRO – “O quadro do feriado de amanhã (Proclamação da República) demonstra bem sobre o que estamos falando. Todos os supermercados abrem normalmente e boa parte do comércio lojista também. No domingo, muitos retornam ao trabalho. E onde fica o convívio familiar! O tempo para o descanso e lazer com a família? Se não compensar financeiramente, ficará cada vez mais difícil conseguir profissionais para ocupar esses espaços necessários em lojas e supermercados”, afirma Idelmar.

 

Pagando melhor, as empresas, segundo o sindicalista, não só vão atrair novos profissionais para o mercado, como também vão segurar os bons funcionários nas empresas. “Se não pagar bem, ele logo deixa o estabelecimento e parte para outra empresa onde o comerciante tem maior visão empresarial e paga melhor para valorizar o profissional, que terá melhor desempenho no trabalho”, afirma.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/06/2017 - 07h38
Ministério Público abre vagas de estágio para alunos de nível médio e superior
19/04/2017 - 16h55
Nota Oficial- Superintendência Regional do Trabalho em Campo Grande
11/04/2017 - 09h41
Tribunal Regional Eleitoral continua com inscrições para 24 vagas de estágio
04/01/2017 - 10h05
Governo abre 12 vagas em processo seletivo com salários de R$ 3,9 mil
14/12/2016 - 08h18
Ministério de Trabalho realiza mutirão de atendimento em 8 cidades de MS
 
Últimas notícias do site
23/06/2017 - 16h02
TVE em Maracaju: governador Reinaldo e prefeito Maurílio Azambuja reativam sinal neste sábado
23/06/2017 - 14h16
Projeto de Moka quer acabar com distorção na disputa por vaga a pessoa com deficiência
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
23/06/2017 - 12h41
PMA autua pecuarista em degradar nascentes e dois córregos e áreas protegidas de matas ciliares
23/06/2017 - 10h35
Deputado Dr. Paulo Siufi solicita recolhimento de livro infantil que aborda incesto
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.