zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 03/11/2014 - 06h31

Aquidauana & Anastácio: Com fogo não se brinca!

‘Onde há fumaça, há fogo’




Por SGT Lídio de Souza Neto

A qualidade do ar em nossa região é considerada boa, mas em determinada época do ano, devido às queimadas, a fumaça emitida prejudica essa qualidade e, também, traz sérios riscos à saúde da população e ao meio ambiente.

As queimadas também constituem em um fator de mortes para os animais silvestres. Muitos morrem carbonizados, sufocados pela fumaça, ou por atropelamento nas rodovias pantaneiras tentando fugir do fogo. E, ainda, prejudicam a saúde da população, em espacial a saúde de crianças e idosos.

Fazer queimadas em nossa região é uma prática muito comum e, é considerada uma questão de cultura herdada dos nossos antepassados. Hoje, ainda é muito comum presenciar tal prática ao entorno de Aquidauana e Anastácio. Geralmente muitos fazem as queimadas por falta de orientações ou por desconhecer os efeitos nocivos que ela proporciona ao próprio homem.

Muitas pessoas, ao fazerem a limpeza do seu quintal ou terreno, executam a queima ao ar livre desses lixos, contribuindo com a baixa umidade relativa do ar e a poluição do meio ambiente, bem como colocando a sua própria integridade física em risco. Por outro lado, a maioria dos grandes incêndios na planície pantaneira é causada pela imprudência do próprio homem, ou pela inobservância das precauções recomendadas.

Uma pequena “bituca” de cigarro acesa, jogada às margens das rodovias, bem como, fogueiras sem as devidas precauções, sejam elas feitas por comitivas “boiadeiras” ou por equipes de turistas que visitam o Pantanal, acabam causando grandes incêndios florestais. 

Em Aquidauana e Anastácio, temos vários pontos críticos e potencialmente poluidores. Por ocasião da estiagem, esses locais ardem em chamas e emitem uma grande quantidade de fumaça ao meio ambiente. Por si só, requerem uma maior atenção de nossas autoridades responsáveis pelo gerenciamento e fiscalização ambiental.

A participação da população é de suma importância, no sentido de cerrar fileiras em busca de mecanismos eficientes, no tocante a evitar que fatos dessa natureza se repitam. Preservando a flora, a fauna, e o meio ambiente, como um todo, o bem-estar e a boa qualidade de vida dos munícipes estarão garantidos.

Em Anastácio, por ocasião da estiagem, temos vários pontos suscetíveis às incidências de queimadas, como: entorno do complexo do “morro do chapéu”, região do lixão municipal, proximidades da rotatória Nioaque/Miranda, proximidades da ponte sobre o rio taquarussu, estrada que dá acessos às colônias e assentamentos do município, entre outros. 

Em Aquidauana, as áreas suscetíveis às queimadas, são: região do Clube ARPA, ao longo do curso médio da Avenida “Pantaneta”, ao entorno de ambos os aeroportos e nas proximidades do parque de exposições ou antigo lixão. 

E ainda, o ponto mais crítico, pela sua importância, vulnerabilidade e beleza única, a nossa lagoa comprida que todos os anos, sua mata ciliar é consumida pelas chamas, chegando ao ponto de deixar sequelas irreversíveis a todo esse fragmento do Bioma pantaneiro.

O pior disso tudo são ações incoerentes e irracionais da própria prefeitura, através dos órgãos responsáveis pelo gerenciamento e preservação ambiental. Para que o caro leitor entenda do que estamos referindo, vejam o que fizeram recentemente ao entorno da lagoa comprida: Figuras estranhas determinaram ou realizaram, acero ao entorno da lagoa comprida.

Até ai tudo bem! O pior disso tudo foram os fragmentos da vegetação, resultante da roçada, deixados na faixa do “aceiro”. Esse material, por sua vez, veio a se tornar o chamado “ACEIRO PUXA FOGO”, que provocou um incêndio considerável, causando prejuízo à flora e fauna local.

Esse resto de vegetação não deve ser deixado no local. Pois, se transforma em material de alta combustão, coloca assim, em vulnerabilidade todo o complexo que compõe esse fragmento do bioma pantaneiro.

Pelas as reincidências, o Poder Público, como um todo, tem pleno conhecimento dessas queimadas. Está na hora de usar as ferramentas disponíveis (as Leis), para que providências eficazes sejam tomadas acerca dessa questão que prejudica, não só o meio ambiente, mas também, a saúde da população.

O Poder Público e as Autoridades fiscalizadoras, que tiverem conhecimento de crimes contra o meio ambiente, devem promover a sua apuração imediata mediante processo administrativo próprio, sob pena de co-responsabilidade. Você, cidadão comum, pode intervir denunciando o “incendiário”!

“USAR FOGO NAS FLORESTAS OU EM QUALQUER FORMA DE VEGETAÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO DO ORGÃO COMPETENTE É CRIME AMBIENTAL. LEI FEDERAL N° 9605/98”

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões.  

 

Envie o seu artigo, a título de colaboração, para: redacao@pantanalnews.com.br

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
29/05/2017 - 09h37
Fim de semana marcado pela prisão de condutores embriagados
29/05/2017 - 07h55
PMA prende dois por pesca predatória e por porte ilegal de pistola e munições
29/05/2017 - 07h30
Conab mostra uso de geotecnologia de safras em simpósio de sensoriamento remoto
29/05/2017 - 07h09
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
29/05/2017 - 06h46
Sisu abre hoje inscrições para o segundo semestre
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.