zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 30/10/2014 - 06h21

Sobre as eleições no Brasil e em MS




Por Roberto Botareli*

Nacionalmente o segundo turno depurou as diferenças. Todos já haviam percebido a inconsistência de Marina Silva, ao contrário de Dilma Rousseff, que passou sua energia rochosa, não por eu ser petista, mas porque isso ficou claro para todo mundo nos debates e exposições públicas. Quando temos duas figuras, como as duas fica aparente que as pessoas preferem optar pelo que está dando certou ou pelo que elas já conhecem.

E na terceira via veio o Aécio Neves, projeto do PSDB ou do que costumo chamar “feudo paulista”, candidato da oligarquia, da burguesia e do capitalismo selvagem, obviamente seria a via da classe rica do país, portanto quem iria bater de frente com a Dilma. Creio, claramente, que pelo menos a nível nacional ficou explicito que o partido tucano tem dificuldades de emplacar no país, obviamente que isso é resultado do projeto e da política que defendem.

Portanto são mais quatro anos de governo petista, queiram ou não, mais de 54 milhões de brasileiros decidiram assim e assim será, com certeza, mesmo sendo do mesmo partido da nossa presidenta, espero, como cidadão brasileiro, mais educação, saúde, infraestrutura e todos aqueles pontos que já conhecemos, mas também espero mais ousadia, menos giros no vazio, digo isso, porque quero ver pontos cruciais e polêmicos, como a reforma agrária, a reforma política, tributária, judicial e a demarcação de terras indígenas, andando, se consolidando, enfim, pelo menos, acontecendo.

Em Mato Grosso do Sul o processo eleitoral confirmou algumas coisas, o favoritismo nem sempre é o caminho para a vitória, pelo menos no PT precisamos de uma oxigenação, avaliação, reflexão e reaproximação das bases, dos movimentos sociais, sindicais, da militância histórica e defender projetos de disputa de classe mesmo, que mostrem o lado que estamos e o que defendemos.

A eleição do PSDB em MS me preocupa sim, pois o projeto tucano é claro e não defende muita de nossas bandeiras de lutas sociais, exemplo disso, é que o novo governador, Reinaldo Azambuja, foi o único que não assinou o compromisso com a educação pública da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação do Mato Grosso do Sul) que possui questões como o cumprimento do piso salarial por 20 horas, mas, como presidente da maior entidade sindical de MS, como líder sindical, responsável por mais de 25 mil trabalhadores e trabalhadoras em educação, não posso, nem serei do coro: “o quanto pior melhor”, por isso desejo o melhor para o nosso estado e para a nossa gente.

Se a maioria optou pelo PSDB tomará que essa decisão permita com que o nosso estado continue no rumo do desenvolvimento e não só o econômico, mas o da igualdade social, que seja um governo para todos, com valorização profissional, com políticas sociais, com ações voltadas para as minorias e assim por diante.

Para encerrar ressalto a necessidade da união dos trabalhadores e trabalhadoras, da população brasileira, dos movimentos sociais, para continuar estimulando as mobilizações de massas e as lutas sociais, pois o simples calendário eleitoral não representa mais possibilidades de soluções dos problemas do povo ou garantia de mais democracia e participação popular.

*Roberto Botareli – Presidente da FETEMS

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. 

 

Envie o seu artigo, a título de colaboração, para: redacao@pantanalnews.com.br

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
18/04/2017 - 15h00
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte IV
18/04/2017 - 14h55
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte III
18/04/2017 - 14h50
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte II
 
Últimas notícias do site
25/04/2017 - 15h29
Frente fria chega nesta quarta-feira em MS, trazendo mínima de até 9º C
25/04/2017 - 13h43
Sindicatos esperam adesão maciça em ‘greve geral’ que emenda com feriadão
25/04/2017 - 13h23
Escritor Henrique de Medeiros participa do Festival Literário Internacional de Dourados
25/04/2017 - 12h41
Publicação da Conab aponta desafios e oportunidades para a produção de trigo no país
25/04/2017 - 11h16
Divulgada classificação do 2º Desafio Serra da Bodoquena de Mountain Bike
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.